mapLocalização
Veja o Mapa
mapMissas dominicais
7h, 9h, 11h e 19h

        3295-3741

Igreja de Cristo e a Igreja Católica

Igreja de Cristo e a Igreja Católica


A doutrina sobre a Igreja tem como elemento fundamental pretendido claramente por Jesus, a unidade. Jesus não instituiu igrejas desvinculadas entre si. Jesus fundou uma Igreja unida conforme três critérios: fé, “palavra-sacramentos” e ministério apostólico. Ou seja: a mesma fé, os mesmos meios de santificação sob o serviço de unidade dos apóstolos, por sua vez, referidos ao apóstolo Pedro. Obviamente, esta Igreja que Cristo instituiu permaneceu e permanecerá para sempre, mesmo nas transformações exigidas pelo ulterior desenvolvimento histórico. Por outro lado, rupturas, separações, divisões fazem parte da nossa condição humana de fragilidade e pecado. Há que se distinguir o processo de divisões e reconciliações no seio de uma comunidade e as estruturas permanentes que garantem a referência de identidade de uma organização. A Igreja Católica nos seus dois mil anos de existência manteve as estruturas postas pelo seu Fundador para, em caráter permanente, garantirem sua unidade e coesão interna. A colegialidade dos bispos unidos ao Bispo de Roma serve ao Espírito Santo, o grande artífice da unidade da Igreja para garantir em toda terra e em todos os tempos os fundamentos históricos e visíveis que realizam o desejo de Jesus. 

Esta identidade congregada pelo Espírito pode ser reconhecida na sucessão apostólica que funda o sacerdócio ministerial e garante a validade dos sacramentos como vindos do Senhor e não de caprichos humanos. Nenhum bispo, padre, diácono ou qualquer ministro da Igreja assim se constituiu por conta própria. Todos foram investidos desde ministério por uma decisão eclesial que remonta ao próprio Jesus histórico pela linhagem sucessória e o Dom do Espírito. Ninguém funda comunidades no próprio nome, administra sacramentos e anuncia o Evangelho por si, mas por mandato apostólico e divino. Esta diferença marca a Igreja Católica das outras comunidades cristãs. Por isto a Igreja de Cristo, embora presente nas outras comunidades eclesiais que têm meios de santificação, só subsiste, sem rupturas e interrupções, na Igreja Católica. Todas as comunidades cristãs separadas de algum modo são originadas do seio da Igreja Católica. Antes destas comunidades a Igreja Católica já garantia o cristianismo histórico e sempre o garantirá até o fim dos tempos. A Igreja Católica por Cristo instituída nunca se separou do seu Fundador, malgrado os pecados dos seus membros e nunca se separou hipoteticamente de uma suposta Igreja perdida nos primórdios. Ainda que a santidade e o bem estar espiritual dos membros seja um elemento importante para avaliar uma comunidade, isto não é suficiente. São necessárias condições objetivas para se garantir que uma Igreja realize na história concreta o que Jesus quis e realizou. Seguramente a Igreja Católica possui estas prerrogativas.

 

Padre José Cândido da Silva

Pároco da Igreja São Sebastião - Barro Preto


 

Localização

      
        

holy bible