mapLocalização
Veja o Mapa
mapMissas dominicais
7h, 9h, 11h e 19h

        3295-3741

A Assunção de Maria

A Assunção de Maria


1. CONTEXTO:  

O Papa Pio XII proclamou o dogma da glorificação corporal de Maria através da Constituição Munificentissimus Deus de 1o. de novembro de 1950.

 

2. TESE: 

O magistério da Igreja não está acima da Escritura nem da Igreja. Escuta a Palavra e a propõe aos fiéis no diálogo constante e na fidelidade à Tradição Apostólica.

 

3. FORMULAÇÃO DOGMÁTICA: 

Os dogmas básicos e fundamentais da Igreja estão todos nos artigos do Símbolo (síntese - resumo) da Fé. Qualquer proclamação posterior só pode ser feita para concretizar, esclarecer, algum artigo da fé que está sendo esquecido. 

 

4. SIGNIFICADO ETIMOLÓGICO: 

Assunção vem do verbo assumir que significa aceitar, acolher, reconhecer, compactuar, compartilhar, apropriar-se. Maria foi aceita, acolhida de maneira especial na comunhão com a Trindade, onde uma das pessoas, o Verbo, na sua vida terrena se uniu intimamente a ela por ser ela sua Mãe. Deus reconheceu, compactuou, compartilhou, apropriou-se, chancelou, carimbou toda sua vida terrena em toda a extensão da sua existência pois ela, pelos méritos de Jesus, também Filho dela, e pela graça do Espírito Santo, não realizou nada na sua vida, nas suas opções que Deus não pudesse assumir.

 

5. SIGNIFICADO DOGMÁTICO: 

Quais artigos da fé estão diretamente envolvidos na proclamação dogmática de Maria a plenamente redimida e assumida por Deus. 

a) O 1o. artigo da fé que corresponde ao relato da criação no gênesis. Creio em um só Deus criador de todas as coisas visíveis e invisíveis.

b) Este primeiro artigo recebe sua plenificação no 3o. artigo: E por nós, homens, e para nossa salvação, desceu dos céus: e se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, e se fez homem.

c) E também, creio na ressurreição da carne (ou espero a ressurreição dos mortos)

Estes três artigos apresentam o desígnio de Deus sobre a matéria, a criação visível, o corpo humano. Ele, este corpo, pertence a Deus porque ele o criou, o santificou pela encarnação quando o Verbo assumiu um corpo e, por isto, o destinou à glória, à plenitude total

 

6. QUESTÕES A QUE O DOGMA RESPONDE:

a) Responde ao erro da antropologia filosófica grega que propõe divisão e separação do corpo e da alma. O dogma da assunção recusa a valorização da dimensão espiritual em detrimento do corpo ou a exploração mercantilista do corpo. Na banalização do corpo esquece-se sua destinação à glória e o fato dele ser a habitação da Trindade.

b) O cristianismo tem apreço por tudo o que diz respeito às realidades temporais: a saúde, o alimento, a qualidade de vida, a preservação da natureza, a utilização adequada dos recursos e dos bens, a integração da sexualidade como forma de expressão de amor e fonte de humanização.

c) Que o ser humano deve ser visto e cuidado de forma integral. Que a salvação deve atingir o ser humano todo e todos os homens. E que seremos felizes e glorificados também em toda a dimensão terrena.

 

7. SIGNIFICADO DO QUE É CORPO: 

Corpo ou corporeidade é esta realidade que nos permite nos expressar, fazer opções, tomar decisões, estabelecer relações, constituir uma biografia, amar, odiar. Vale dizer, meu corpo, sou eu, enquanto vivo a minha existência terrena. Tudo o que Maria viveu na sua existência terrena foi assumido por Deus. Ela é especial MAS ASSIM COMO DEUS AGIU EM MARIA, ELE AGE EM TODAS AS PESSOAS QUE SE ABREM À SUA MISERICÓRDIA. POR ISTO MARIA É APRESENTADA AOS OLHOS DA IGREJA COMO SINAL DE ESPERANÇA, QUE NÃO PODE SER ENTENDIDO DE MODO EXCLUSIVO, MAS MODELAR, EXEMPLAR.

 

Padre José Cândido da Silva

Pároco da Igreja São Sebastião - Barro Preto


 

Localização

      
        

holy bible